Trabalhos (clice nas categorias abaixo)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Marilyn Manson

O grotesco da música para a pintura


Marilyn Manson é uma figura incontornável da cultura pop dos últimos 15 anos. Goste-se ou odeie-se a sua iconografia e a sua música , a verdade é que Marilyn Manson tem sabido gerir a sua carreira de forma muito inteligente. Manson é escritor, fotógrafo, cantor, compositor, designer gráfico e pintor. Começou a pintar em 1997. O universo plástico que explora nas telas tem uma forte ligação com o imaginário grotesco e gótico recorrente da sua música.
Manson diz que suas inflências artísticas são: Egon Schiele, Luis Buñuel, Dali, Jodorowsky, Bosch, Warhol, Mark Ryden, Gottfried Helnwein e Fellini



Manson realiza, até o dia 15, uma exposição de seus trabalhos com o título "Genealogias da Dor", apresentada na capital austríaca, com uma seleção de 21 quadros com seus temas frequentes: o horror, o sofrimento, o medo e a deformidade.

"A pintura se transformou para mim em uma expressão artística tão importante como a música", diz Manson.

Em uma entrevista, Manson reivindicou a dimensão provocadora da arte. "A arte que não causa mal-estar e reflexão não é arte. O artista que não se identifica com sua arte não é um artista", afirmou.




segunda-feira, 21 de junho de 2010

Documentário sobre a banda RUSH

  • Categoria: Filmes
  • Gênero: Documentário
  • País / Ano: Canadá / 2010
  • Direção: Sam Dunn e Scot McFadyen
  • Elenco: Geddy Lee, Alex Lifeson, Jack Black, Jimmy Chamberlin, Les Claypool

Uma boa opinião sobre o documentário poder ser conferida em:
http://colunistas.yahoo.net/posts/2945.html

Arquitetos do escritório italiano Stefano Boeri vencem concurso para transformação de centro histórico no Cazaquistão

O escritório italiano Stefano Boeri Architetti venceu concurso de projetos para a transformação do centro histórico de Astana, capital do Cazaquistão. Os arquitetos propuseram a construção de edifícios com coberturas e revestimentos verdes que abrigarão, em um único local, unidades residenciais e comerciais, além de um parque público. 
Conhecido como Solid Waves, o empreendimento foi concebido, segundo o escritório, para mostrar a importância da criação de um espaço verde coletivo na cidade. "O projeto combina um parque urbano residencial, espaços verdes e áreas de serviço em uma única vizinhança, onde os programas e a natureza criam um modelo novo para o organismo urbano simbiótico", explicam os arquitetos no memorial descritivo do projeto. "Sua presença original e forte é uma declaração para o futuro sustentável da cidade contemporânea", completam.
 O projeto foi elaborado pelos arquitetos Stefano Boeri, Francisca Insulza, Stefano Baseggio, Pietro Pezzani e Daniele Iodice.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

CBF confirma exclusão do Morumbi da Copa de 2014

A CBF confirmou nesta quarta-feira, por meio de uma nota publicada em seu site oficial, a exclusão do Estádio do Morumbi da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. A entidade que dirige o futebol brasileiro informou que "não foram entregues ao Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo 2014, por parte do Comitê da Cidade de São Paulo, as garantias financeiras referentes ao projeto" para reforma do local - orçadas em mais de R$ 600 milhões.

Em matéria publicada no dia 13 de abril deste ano, o jornal O Estado de S. Paulo revelou com exclusividade, em primeira mão, que o Morumbi seria excluído do Mundial. Na época, o jornal adiantou que um alto executivo da Fifa revelou que a entidade estava insatisfeita com os projetos de reforma do Morumbi que haviam sido apresentados a ela.

A CBF informou também que o "Comitê da Cidade de São Paulo enviou ao COL um sexto projeto, que não será examinado" e, em seguida, concluiu de forma oficial: "Sendo assim, fica excluído do projeto da Copa do Mundo de 2014 o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi".

Nesta semana, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, revelou que um novo projeto de estádio será enviado ao COL para garantir a abertura da Copa em São Paulo.

O novo campo, provavelmente, será construído no bairro de Pirituba. Será um complexo esportivo, que deve custar cerca de R$ 500 milhões e terá capacidade para 80 mil torcedores. As verbas para a construção virão da iniciativa privada e do governo paulista.

Notícia de  16 de junho de 2010 em:
http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,cbf-confirma-exclusao-do-morumbi-da-copa-de-2014,567523,0.htm

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Edição Nº 25 do GOTO SECO

Lançada no III Tributo a Bob Marley em C.Mirim